Um pouquinho mais...

quinta-feira, 14 de março de 2013

Matizes Dumont: sonhos bordados

Querem ver a imagem da minha alegria?


É mais ou menos assim que estou! Muito feliz, pois fui fazer um curso de bordado com o grupo do Matizes Dumont que eu admiro já há algum tempo! Olha eu feliz da vida no estande deles na Paralela de março de 2011!


A família Dumont tem um trabalho lindo, maravilhoso e poético, eles contam histórias com agulhas e linhas! É muito encantador! Tudo começou com a D. Antônia, que ao bordar os enxovais das filhas e filhos encontrou uma forma criativa de transformar sonhos e imaginações em bordados repletos de cores, texturas e detalhes, e foi ensinando as filhas a bordar, transmitindo sobretudo o amor pela beleza e delicadeza dos pontos. Vale a pena dar uma espiada no site para conhecer mais sobre os trabalhos, as histórias e todos os livros que eles já publicaram com as histórias próprias e com parceria com outros grandes nomes da literatura brasileira como Ziraldo, Manoel de Barros, Rubem Alves, Marina Colasanti, entre outros!

Esse é o livro que tenho...


Tive a grata surpresa de encontrar um curso bem aqui pertinho,  na cidade de Brusque, acontecendo no Atelier Fazendo Arte, da Silvana dos Santos. Nem contei até três!
Quem ministrou o curso foi a Maria Helena Diniz, a bela morena entre eu, de joaninhas e a Ana, simpaticíssima, que também fez o curso. Ela é neta da D. Antônia e é bonito ver como ela borda suavemente, a agulha dança nas mãos dela!


Essa é a Silvana, proprietária do Atelier, que deixou as lindas bonecas que faz para bordar um pouquinho!



Olha que beleza de pontos!



Essa é uma proposta de mandala... Só para as mais avançadas!


E olha o meu bordado!





Quando cheguei em casa, foi o maior sucesso!
Só que... A Maggie disse que queria um bordado com ela, também...


Como resistir?


Bordei uma Maggie...







Será que aprendi direitinho?


Deixo, como inspiração, uma página do livro  do Ziraldo com os bordados da família Dumont...


"E muitas vezes, lá longe, lá onde o rio sumia, desenhava-se o arco-íris: portal do que será?"

Que cada um possa encontrar o seu portal encantado para muitas inspirações, sonhos e belezas!

Beijos
Sandra

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Ah! Os amigos...

A Dani Moreno do Blog Moça de Família propôs como tema da Blogagem Musical dessa semana o tema "música que te faz chorar"...

Ai, ai, ai, Dani!!!!! Eu sou bem emocional e quase todas as músicas, só por serem músicas me fazem chorar!     Nem sempre são lágrimas de tristeza, mas sim de grande emoção por fazerem lembrar de momentos, situações, pessoas e uma série de coisas que me sensibilizam.

Imagina relembrar músicas para escolher uma para esse post... Foi uma semana de lavar a alma!

Algo que me é muito caro e se constitui em grande valor para mim é a amizade. Para mim é um sentimento que transcende tempo, espaço, problemas, distância. E tenho essa admiração pela amizade desde pequena. Tanto que tenho amigas que são amigas desde os 10 anos de idade e até mais. Duas das minhas amigas do coração (dessas desde os 10 anos!) confiaram a mim a missão de ser madrinha das filhas delas, seus tesouros mais preciosos. Também tive essa honra de uma amiga-sobrinha. É muito emocionante! Teria muitas e muitas queridas amigas para citar, de perto de longe, de todo dia, que faz tempo que não vejo, que conheci de repente, que a amizade foi nascendo e por aí vai! Sim ,também minha irmã-amiga linda, maravilhosa e chique e o Maurilio, meu amigo total! E meus queridos amigos meninos! Gente, vai muito longe essa lista!

Minha amizade com a Marion Creutzberg, do Blog CRiações em família&cia começou quando tínhamos 10 anos e com a adolescência fomos cada vez ficando mais amigas. Participávamos de grupo de jovens, treinávamos Ginástica Rítmica juntas, estudávamos na mesma escola, eram conversas que não acabavam mais. Quando começamos a nos interessar pelos meninos e a pensar nas possibilidades do futuro éramos as confidentes dos sonhos uma da outra. Então, acho que tínhamos uns 16 anos, veio a notícia de que ela e a família estavam indo para São Leopoldo, Rio Grande do Sul. Sabe uma tontura, uma sensação de vazio?Confesso que foi um grande impacto. Mas é claro que a gente se acostuma e encontra formas de manter a amizade. Naquela época eram cartas... Looooooongas cartas! E talvez a distância até fortaleceu esse vínculo! Pois bem, justamente nessa época Milton Nascimento lançou a música Canção da América, aquela: amigo é coisa prá se guardar... Hoje já está um pouco batida pois é tocada em quase todo final de curso, formatura, etc. Mas para mim ela é muito significativa por ter marcado justamente esse momento em que vivenciei essa experiência dolorida mas ao mesmo tempo de crescimento e liberação, pois a amizade também exige desprendimento e altruísmo.

Na foto, eu de amarelo, com a Marion e as irmãs Débora e Liliana em uma viagem que fiz com a família delas para São Leopoldo, acho que até era para irem conhecer o local onde iriam morar, algo assim. A Caroline, irmã mais nova da Marion era bebê... Escolhi a foto em que estávamos todas juntas pois essa amizade envolve toda a família Creutzberg!


Agora como viajamos de Blumenau até São Leopoldo assim grudadinhas, eu não sei!!! Imagino a aventura! Sei que certamente a D. Vanda, mãe da Marion deve ter preparado deliciosos quitutes!

Consegui esse clip apresentado no Fantástico em 1980...



E essa entrevista do Milton Nascimento explicando como foi a criação dessa música:
http://globotv.globo.com/rede-globo/altas-horas/v/milton-nascimento-conta-historia-de-musica-cancao-da-america/2085806/

Participando... Com a caixa de lenços nas mãos!


Desculpa se respingar alguma lágrima em seu monitor... Mas são lembranças bem emocionantes para mim!

Beijos!
Sandra

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

A concha!

Faz tempo que não faço algo que gosto muito: catar conchas!

Mas eu gosto de catar aquelas minúsculas, de 3 a 4 mm, que formam aquela areia grossa que fica por entre as pedras perto das praias. 

É preciso ter paciência, aguçar o olhar e sensibilizar a percepção! 

A Marion, do Blog CRiações em família & cia já mostrou algumas aqui, no post da Blogagem Coletiva Criações Compartilhadas: Verão, praia & cia. 

A saudade de catar conchas bateu porque achei um desenho que gosto muito, que fiz em 2003, em uma das aulas de desenho do curso de Artes. Olhem só!

Primeiro foi feito um desenho de observação a partir de uma concha que a professora Petra Nicolai trouxe para a aula:

Depois, fizemos esse mesmo desenho usando pontos para representar as sombras...


E finalmente uma composição com nanquim sobre papel colorido, utilizando grafismos e diferentes materiais...


Resolvi trazer esse exercício dessa aula de desenho para a Galeria de Criações Compartilhadas: Verão, praia & cia. É um bom exercício para aprimorar o desenho e inspirar criações!

Participando!

Muitas inspirações e alegria para todos!!!
Beijos
Sandra

No rádio de pilhas!

A Dani, do blog Moça de Família, propôs o tema "A música da tua infância" para a Blogagem Musical dessa quinta. Pois bem, olha só que interessante. Eu me lembro de muitas músicas infantis que cantávamos em família ou na escola. Nasci em 64 (Sem fazer contas, por favor!) e não eram comuns os programas infantis como hoje em dia. Nossa primeira televisão foi comprada em 1970 para assistir os jogos da Copa e o primeiro Toca -Discos da família foi comprado quando eu tinha bem uns 10 anos!

Eu (a do centro), com 6 anos, cantando em uma festa da escola, !
Escutávamos as músicas no rádio. Ou, para minha grande felicidade e boas lembranças, tínhamos amigos que tocavam violão, gaita (sanfona, acordeão) e sempre rolava uma roda de cantoria nas festas de final de semana. Fazíamos até serenatas! Eu adorava esses momentos! Então as músicas que marcaram a minha infância tinha a ver com esse repertório eclético de sambinhas, músicas populares, jovem guarda. De tudo um pouco! Como meu trabalhava em um banco do Rio Grande do Sul, a maioria dos nossos amigos era gaúcha, o que acrescentou muitas canções gaúchas a esse meu repertório!

Quando meu pai comprou o toca-discos ele comprava principalmente discos do Nelson Rodrigues (o preferido dele) e essa turma! Mas também aprendemos a ouvir Glenn Miller e músicas de orquestra. E vieram as coletâneas como os Motokas, um grupo que fazia pot-pourris das músicas que faziam sucesso, tinha também o Som Bateau, que embalava as festas com os amigos em que dançávamos até cansar, crianças e adultos. Não vejo mais as famílias dançando juntas e lembro que era muito divertido! A minha família toda adorava cantar e dançar! Saudade!


Em meio a tantas lembranças musicais, escolhi uma que revela o ecletismo musical da minha infância! Lembra que falei das músicas de rádio? Pois então, em alguns momentos, minha mãe contratava alguém para ajudar na limpeza da casa e cuidar da minha irmã e de mim enquanto ela e meu pai iam para o trabalho. E essas moças ficavam ouvindo rádio enquanto faziam seus serviços, e eram as músicas que hoje são consideradas as músicas bregas! E essas músicas também fizeram parte da minha infância! E acho isso o máximo!

Escolhi essa que até sabia de cor, deve ter tocado muito na época (eu tinha us 4 ou 5 anos) e imagino que talvez só eu a conheça!
O nome da música é A Pobreza (Paixão Proibida), de Renato Barros, cantada por um cantor chamado Leno, é da Jovem Guarda!


Dá de ver as moças sonhando com romances impossíveis, ao lado do rádio de pilhas!!!!

Muito obrigada, Dani, por proporcionar esse momento de boas lembranças!

Participando!


Beijos
Sandra

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Porque hoje é meu aniversário!

Gosto muito do dia do meu aniversário!
Amigos ligando, mandando mensagens... É um dia movido a carinho!

Olha eu com 1 aninho!

Logo pela manhã me deparei com uma surpresa emocionante! Minha amiga Marion Creutzberg, do Blog CRiações em família & Cia fez um post para participar da Blogagem Coletiva Musical do Blog Moça de Família, da Dani Moreno e fez uma homenagem para mim com uma música especial, muito especial! Não é o máximo?

E porque hoje é meu aniversário, e creio que o principal dos aniversários é esse grande carinho que se recebe dos amigos e que renovam as energias, as forças para mais sonhos e caminhadas, deixo aqui essa música que me deixa sempre emocionada!

Gosto, de vez em quando, em horários permitidos é claro, ouvir bem alto para poder cantar junto bem forte, para lavar a alma!! (Sim, quando não tem ninguém por perto!!!!). Talvez pareça estranho ouvir bem alto uma música assim mais tranquila, mas ouvindo no volume máximo, fechando os olhos, é como se de repente o mundo fosse pura música me envolvendo. E isso me faz bem!

L'Amitié, com Françoise Hardy...





L'amitié (Tradução)

Muitos de meus amigos vieram das nuvens,
Com o sol e a chuva como bagagem.
Fizeram a estação da amizade sincera,
A mais bela das quatro estações da terra.

Têm a doçura das mais belas paisagens,
E a fidelidade dos pássaros migradores.
E em seu coração está gravada uma ternura infinita,
Mas, as vezes, uma tristeza aparece em seus olhos.

Então, vêm se aquecer comigo,
e você também virá.

Poderá retornar às nuvens,
E sorrir de novo a outros rostos,
Distribuir à sua volta um pouco da sua ternura,
Quando alguém quiser esconder sua tristeza.

Como não sabemos o que a vida nos dá,
Talvez eu não seja mais ninguém.
Se me resta um amigo que realmente me compreenda,
Me esquecerei das lágrimas e penas.

Então, talvez eu vá até você aquecer
Meu coração com sua chama.

http://letras.terra.com.br/francoise-hardy/57333/traducao.html



Participando!
Blogagem Coletiva Musical: música para ouvir no volume máximo


Com gratidão e carinho, para vocês meus queridos e minhas queridas amigas!!!

Beijos!
Sandra

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Love-me tender! Receita Tender Tutti-frutti


Para nos despedir de 2012 resolvemos preparar um tender... 

Muito embora gostemos, não costumamos cozinhar, mas resolvemos tentar! Procuramos uma receita na internet... E tem muitas! Só que a maioria levam geléias, mel, refrigerante ou açúcar na preparação. Como não posso comer açúcar, passamos a procurar uma que fosse diet. Enfim, para resumir, pegamos uma parte daqui, outra dali e inventamos o nosso... Tender Tutti-frutti Diet!
Ficamos muito felizes com o resultado e Maurilio anotou todas as etapas, ingredientes, quantidades para compartilharmos a nossa peripécia culinária!





Tender Tutti Frutti Diet 
Receita para 4 pessoas:

Ingredientes:
Para começar!
1 tender bolinha de aproximadamente 1 kg já temperado (marcas Sadia ou Seara)

Molho:
1/3 de xícara de geléia diet de morango (uma sugestão é a da marca wilkin & sons)
1/3 de xícara de conhaque brandy Osborne
1 xícara de suco de laranja tipo bahia peneirado (aproximadamente 3 laranjas)
1/2 colher de sopa de adoçante dietético para forno e fogão (uma marca pode ser a tal e qual)
2 colheres de molho shoyo diet
noz  moscada ralada a gosto
1 colher de sopa de maisena (para engrossar, utilizada no final)

Para a segunda etapa!
20 Cravos da Índia
15g de margarina culinária

Guarnição:
2 maçãs tipo fuji cortadas em fatias grossas
4 pêssegos em calda diet
1 figo em passas cortado em fatias grossas
1 damasco em passas cortado em cubinhos
4 mini cenouras inteiras
1 punhado de passas.
  
Preparo: 

Etapa 1:
Pré aqueça o forno por 10 min a 280° C e depois baixe a temperatura para a 180 a 200 ° C.
Em uma assadeira coloque o papel alumínio e o tender e o espete um garfo em vários pontos da superfície.
Despeje o conhaque sobre o tender e feche o papel alumínio.
Leve a assadeira ao forno e deixe assando durante 30minutos.

Durante estes 30 minutos, prepare um molho misturando a geléia diet, o suco de laranja, o adoçante, o molho shoyo e raspas de nós moscada a gosto

Etapa 2:
Retire a assadeira do forno, abra o papel alumínio e faça cortes rasos em sentido diagonal formando losangos na superfície do tender bolinha.
Passe margarina culinária sobre a superfície do tender e em cada ponta dos losangos crave um cravo da Índia.
Despeje metade do molho sobre o tender e feche o papel alumínio e volte a assadeira ao forno por mais 15 minutos

Etapa 3:
Retire a assadeira do forno, retire o papel alumínio e despeje o restante do molho sobre o tender adicionando nesta etapa as   as frutas, cenouras  e as passas.
Volte a assadeira ao forno por mais 15 minutos.

Etapa 4:
Abra o forno, retire a assadeira, separe as frutas em uma tigela para servir. 
Separe  o molho que se formou em uma frigideira, engrossando com uma colher de sopa de maisena previamente diluída em um pouco de água deixando ferver em torno de três minutos.
Coloque o tender em uma travessa para servir cortando-o em fatias e decorando com algumas das frutas acompanhado de arroz branco, uma salada de verdes e tomates e para beber um tinto pinot noir.
Voilá!!!




Só resta agora agradecer o ano que passou e desejar um Feliz Ano Novo a todos !!
Que 2013 seja simplesmente surpeendentemente bom!

Beijos da turminha aqui de casa: Maurilio, Sandra e Maggie


E como não podia deixar de ser, vou levar nosso Tender Tutti-frutti para a Galeria de Criações Compartilhadas: inspirações para o Natal, do blog CRiações em família& cia, da Marion pois pode ser um prato para a ceia de Natal!

Venha visitar!

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Nosso Pinheirinho de Natal!

E a nossa árvore de Natal ficou pronta!

 A ideia, nós vimos na internet, em blogs, no facebook e no Pinterest, eram várias maneiras diferentes de fazer a árvore de Natal. Gostamos particularmente de uma feita com galhos na parede. Resolvemos fazer a nossa árvore também desse jeito... Os galhos, ganhamos do Sr. Augusto e D. Carmelina, pais da  Karina, que trabalha conosco no Bugstudium.


Os anjos na parte superior eu fiz com papelão de caixa com os detalhes em dourados feitos pelo Maurilio a partir de embalagens de café Melita. O Maurilio montou os galhos e luzes em uma placa de papelão forrada com tecido dourado e etamine crú.



Depois fomos colocando coisas significativas para enfeitar:
Um ninho de beija-flor da casa da minha mãe, junto com um passarinho que criamos para a Kleiner Schein.





Enfeites que trouxe da Alemanha pelos quais tenho grande carinho pois representam uma linda viagem que fiz com minha amiga Susane, minha afilhada Jéssica e familiares. Foram comprados no Käthe Wohlfahrt, em Rothenburg, o mundo encantado no Natal. É uma emoção entrar nessa loja!











Uma das mini-cadeiras que criamos para a Kleiner Schein, com recorte de passarinho no espaldar, e uma mini-mini árvore em acrílico espelhado, também uma criação nossa para a Kleiner Schein.





Um cervo de feltro que ganhamos da Marion, do blog CRiações em Família e cia.. Ela nos trouxe entre outros lindos presentes quando foi para a Finlândia.



Um anjinho que a minha irmã Cláudia trouxe da Alemanha, também do Käthe Wolfahrt.



Também presente de viagem a mini-Maggie.



E depois acrescentamos os lindos passarinhos que ganhei de natal também da minha irmã Cláudia, da Le Lis Blanc. Um charme total!





A Maggie também quis tirar fotos com o pinheiro! Olha só a mini-Maggie aparecendo ao fundo... No blog da Maggie ela conta sobre os presentes que ganhou na noite de Natal! Ah! E lá no Bugstudium, um post sobre a decoração de Natal, repleta de encantamentos, do Fazzenda Park Hotel, em Gaspar/SC, que tem trabalhos nossos.







Olhando para nossa árvore lembramos dos momentos mágicos, ternos, inspiradores que compartilhamos com nossos familiares e amigos e na força desses laços de amizade o espírito de Natal se expressa, límpido, brilhante verdadeiro, emocionante!  Nossa gratidão, nossa infinita gratidão por todas as dádivas que recebemos!



Abraço carinhoso, para vocês, desejando um novo ano iluminado, inspirado, repleto de realizações e muito, muito divertido!


E esse post vai participar da Galeria de Criações Compartilhadas: Inspirações para o Natal, do Blog CRiações em Família e cia, da Marion Creutzberg!

Participando!