Um pouquinho mais...

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Uma manhã no museu!

Se tem um passeio que o Maurilio e eu gostamos é visitar Museus! E já começamos o ano com uma visita muito divertida, interessante e instrutiva  ao Museu da Casa Brasileira, em São Paulo. Fomos ver a exposição dos finalistas do 25° Prêmio de Design do Museu da Casa Brasileira.
No blog do Bugstudium tem mais explicações sobre o Museu e o Prêmio aqui e aqui.

Vou contar um pouco do nosso passeio!

O museu funciona em uma mansão em que moravam um antigo prefeito da cidade e sua esposa.


O Prêmio de Design contempla diversas categorias. Nesse post vou mostrar os achados da categoria Têxteis, uma área que têm chamado especialmente a minha atenção por conta dos meus estudos no Instituto Orbitato (já os mencionei aqui!).


Primeiro uma visão geral....

Agora, venham comigo olhar de pertinho para ver porque fiquei entusiasmada!


Esse é o PTP, Painel Tear, de Renata Meirelles.


É uma proposta de produção de um  tecido resgatando uma antiga técnica de tear de prego com a tecnologia do recorte a laser e termo adesivagem.


Eis uma outra forma de fazer tecido. A designer Rosangela Ortiz de Godoy criou uma forma de aproveitar os casulos de seda defeituosos, que não poderiam se fiados de forma industrial, com o Tecido Bicho-da Seda.


Os fios vão se entrelaçando e formando diferentes desenhos e texturas!


Parecia macio e maleável, tive vontade de tocar para sentir... Mas fiquem tranquilos: respeitei as regras do museu, mas tirei uma foto bem, bem de perto para perceber o brilho e delicadeza dos fios da seda.


Já a proposta da designer Beatriz Bender, para o reaproveitamento de resíduos têxteis, foi criar, a partir de um processo de desconstrução e reconstrução, a Trama Universo.


É um tecido que se forma a partir de outros pedaços e outras histórias.


Borbulho de Rosangela Ortiz de Godoy, trama com fios diferentes e argolas de crochê, um tecido curioso, divertido e cheio de possibilidades!



A participação e a possibilidade de interferência e personalização é a proposta do tecido Picote da designer Bia Martinez. A pessoa pode fazer picotes sem afetar a estrutura do tecido e com isso criar novos padrões, desenhos e até texturas.





E ainda as bela Anêmonas de Luz, de lã, idealizadas pelas designers Tina e Lui já mencionadas aqui.


Depois de tanta coisa legal e tanta informação: pausa para um café merecido. E um café com classe, por favor!
E para que mais charmoso do que o café do museu? O colorido dos guardassóis formou um belo fundo para essa foto!


Eu, cansada, escrevendo para minha irmã!


E além do lugar charmoso, o café estava ótimo!
Uma passadinha pelo MASP...

Onde aos domingos tem uma Feira de Antiguidades.


Como estava um dia chuvoso, nem todos estavam lá!


Mas claro que encontramos uma preciosidade na feirinha paralela!


O artista e artesão Wilson Rodrigues faz essas miniaturas perfeitas e ricas em detalhes primorosos.


Depois, um pouco de Shopping Iguatemi pois gostamos muito de ver coisas bonitas!
Ah! E é claro, uma paradinha para saborear um chá Teeladen maravilhoso na Loja do Chá.


Olha só a cor, um vermelho intenso e o aroma, de suspirar, e o sabor... Incomparável!


E então, vamos qualquer dia tomar um chá juntos?



Até o próximo post!





*As fotos desse post são de autoria de Maurilio e Sandra Bugmann.

10 comentários:

Marion Creutzberg disse...

Ah, esses tecidos diferentes... lindos! Amei o de argolinhas de crochê e aquele de sobras de outros tecidos... e eu que ainda não montei meu tear - quero muito voltar a fazer alguma coisa!!! Isso aqui tudo né inspirador! Abs. Marion

AUDENI OU Dona Mocinha disse...

Oi Sandra, vim te agradecer a visita ao blog.

Adorei conhecer teu blog, não vi muito ainda, pois acabo de chegar, mas já vi que a senhora adora passear né???, oh coisa boa, passear é bom demais!!!


Beijos



Audeni

Entrelinhas disse...

Olá querida...
Que bom que nos encontramos...adorei conhecer seu blog...lindo!!!
Amei esse post, em especial, muito inspirador!!!
...essas argolinhas de croche são um charme...me deu cá umas ideias...rsrss

Beijinhos,
Vera

✿ chica disse...

Adorei passear contigo e ver os tecidos em tramas bem abertas, lindos!

Adorei as miniaturas e as luzinhas feitas de lã(sou LOUCA por luzes)...

O chá vermelho, adoro! Enfim, me diverti contigo por aqui e aprendi.Legal!

beijos,tuuuuuuuudo de bom,chica

Mi Hernandez disse...

Sandra,lindo seu blog, adorei.
Que legal o Masp com essa feirinha, eu não conhecia, e que charme essas miniaturas.
Eu coleciono cadeirinhas e essas são muito bem feitas mesmo.
Besitos e linda semana

Ana Rita Profirio disse...

Gosta de museus!
Então venha a Petrópolis conhecer o museu imperial você vai se encantar!!
Beijinhos!! Tem SORTEIO lá no meu blog!!

Regina disse...

Quanta coisa interessante Sandra, que passeio + agradável.
Brady e eu também gostamos de ir a museus e visitar feiras de artesanato e arte. Bem, pra dizer a verdade eu "carrego" ele para as feiras :)

Claudia (Perfeita Ordem) disse...

Belo passeio minha amiga!
Adoro o Masp,as feirinhas e o Iguatemi!
Da próxima vez vou junto,tá bom?
Beijo minha amiga,abençoada quarta-feira!

Ilaine disse...

Sandra, amiga!
Que coisa mais interessante o museu. Eu me perderia horas lá dentro. Não conheço o Masp, mas deve ser lindo.
Saudades de você!
Beijo grande

Marion disse...

Da outra vez q vi esse post já fiquei maravilhada com as tramas...e, agora, o que mais me chamou atenção foi o chá, o café...acho q quero um, com vocês, é claro! Beijinhos saudosos!!!
Ah, olha a novidade: comprei uma máquina de costura nova, que faz os pontos de patch...e já tenho encomenda de baleias, kkkk. Abs.